Confira!


Segundo a Wikipédia, senso crítico é "a capacidade que um indivíduo tem de criar sua própria opinião, independente do senso comum". Em outras palavras, significa pensar por conta própria e desenvolver suas ideias, sem se deixar envolver por aquilo que as pessoas acreditam de forma generalizada. O slide abaixo explica muito bem a diferença entre os dois:



Para quem gosta de ler, o senso crítico costuma ser desenvolvido de forma natural ao longo do tempo. Começamos de forma ingênua, lendo aquilo que consideramos mais fácil e prazeroso. Com o tempo, vamos amadurecendo e nos adaptando a outras formas de texto, e com isso, passamos a refletir com mais frequência sobre aquilo que lemos. Passamos a questionar, duvidar, fazer comparações, e tudo isso é muito bom. Mas por que isso é tão importante? Vou explicar como eu entendo a questão.

Consideremos uma série de livros muito popular hoje em dia, que provavelmente deve ter despertado o gosto pela leitura em muitos jovens: a saga do Harry Potter. Prometo que vou tentar falar sobre a história sem dar spoilers.

Uma pessoa que lê os livros de J. K. Rowling levando em conta apenas a diversão e emoção proporcionada pela história, vai, obviamente, se comover com o fato de Harry ser órfão; se encantar com o mundo da magia e a escola de Hogwarts; se divertir com a amizade entre Harry, Rony e Hermione; e ainda vai passar por muitos momentos de tensão conforme passa a compreender melhor a batalha contra a magia das trevas, e é claro, contra Lord Voldemort. Isso pode acontecer com qualquer que decida ler todos os livros, ou apenas ver todos os filmes. Entretanto, algo diferente vai acontecer com aquele que já tem um senso crítico desenvolvido.

Com essa pessoa, vão acontecer outras coisas ao longo da história:

  • Ela pode se dar conta de que o ódio de Voldemort e seus seguidores pelos trouxas, e seu desejo de subjugá-los e destruí-los é muito semelhante ao que acontece no nosso mundo, com o fundamentalismo religioso, o racismo, a xenofobia, e outras formas de preconceito levadas ao extremo. Pare um pouco e pense: é ou não é parecido?
  • Ela pode perceber o tamanho da consciência social e política de Hermione. Ela não é apenas uma garota estudiosa. Em Harry Potter e o Cálice de Fogo, por exemplo (estou falando apenas do livro), ela cria a Fundação de Apoio à Libertação dos Elfos-Domésticos (F.A.L.E.), ao descobrir que quem realizava a maior parte dos serviços de cozinha e limpeza em Hogwarts eram os elfos. Eles não sofriam maus-tratos tão terríveis como Dobby nas mãos de Lúcio Malfoy, mas ainda assim trabalhavam de forma escrava. Sensibilizada, ela fez de tudo para poder libertá-los, embora eles não quisessem ser libertos.
  • Uma pessoa com bom senso-crítico poderia associar a Ordem da Fênix e a Armada de Dumbledore com várias espécies de movimentos sociais que surgiram em meio a governos autoritários. O movimento estudantil, durante a Ditadura Militar no Brasil, seria um bom exemplo para comparação. Um grupo de pessoas que possuíam ideais diferentes dos que eram valorizados pelo grupo hegemônico, se encontrando de forma secreta para se unir em prol de um objetivo em comum.
Esses são apenas alguns exemplos de conexões e associações que se pode fazer durante a leitura de um livro. Citei o Harry Potter como exemplo, por ser uma saga extremamente popular, e por conter os elementos de que eu necessitava para exemplificar o que dizia. Entretanto, poderíamos pensar em muitos outros livros, como o clássico distópico 1984, ou vários dos livros do escritor brasileiro Erico Verissimo, que estão sempre repletos de críticas e reflexões sociais, políticas e históricas.
O leitor com senso crítico saberá como identificar situações que nas histórias fictícias podem fazer referência a situações reais, fatos históricos, grupos de pessoas que existem na realidade, acontecimentos importantes no nosso mundo. Saber realizar esse tipo de reflexão é importante para a formação cultural e social de qualquer, e a leitura com certeza proporciona uma grande contribuição neste sentido.


O que você acha? Conhece mais algum livro de ficção que podemos utilizar para pensar criticamente sobre a realidade? Não deixe de comentar citando o título e o autor, para que eu e os outros leitores possamos conhecer também!

Se você gostou deste texto, poderá gostar também de:

Referências bibliográficas:
WIKIPÉDIA. Senso crítico. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Senso_cr%C3%ADtico>. Acesso em: 12/12/2015

2 Comentários

  1. Adorei o post, um dos melhores que li até hoje.
    Dificilmente vejo posts falando sobre livros com senso crítico, geralmente os mais vazios são aqueles patrocinados pelas editoras, quando enviam livros para resenha.
    É bem complicado isso, tomara que mude.
    Beijos
    Claquete Rosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Nathalia. Eu visito muitos blogs de pessoas que deixam o link aqui, e é isso que vejo nas resenhas. Muitas delas são na verdade um resumo da história, com o acréscimo de "gostei muito por causa disso", ou "não gostei por causa disso". Aqui eu tento fazer as coisas do meu jeito, quem visita o blog com frequência já sabe que minhas resenhas são super detalhadas e cheias de opinião!
      Vejo que você é nova por aqui, e agradeço muito pela visita e pelos elogios!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...