Confira!


Quem é que nunca passou por isso? O livro pode ser pouco volumoso, com temática interessante, linguagem fácil, mas por algum motivo de vez em quando acabamos nos demorando na leitura. E você pode até estar gostando da história em questão, mas fica impaciente com a demora, pensando em todos os outros livros que te aguardam. Afinal, é um só um livrinho com menos de 200 páginas, qual o motivo de tanta enrolação?




Olá, loucos por leituras! Vocês podem até gostar desse post, mas tenho certeza de que o Bruno, meu namorado, vai amar! Ele será singelamente homenageado hoje.
Estou namorando há 1 ano e 1 mês, e fiquei exultante quando vi os temas da Blogagem Coletiva de abril no grupo Liga Blogesfera, no Facebook. Entre os vários grupos de blogueiros dos quais participo, a Liga é o melhor de todos, e agradeço à Lívia Santana, do Check-in Virtual, por ter me adicionado lá.


"O que você faria se recebesse um artefato capaz de alterar o destino de pessoas ao seu redor, interferir no futuro e destruir realidades? O que faria se um instrumento de tamanho poder caísse em suas mãos? Praticaria o bem ou mal? Utilizaria para sanar as desgraças do Mundo ou para alcançar objetivos egoístas? Tentaria salvar àqueles ao seu lado, ou salvaria apenas a si mesmo? Eric Dias é um rapaz de recém eitos dezessete anos. Pacato, vive uma vida tranquila, sem grandes preocupações. No entanto, um presente inusitado pode alterar para sempre seu destino e de todos ao seu redor. O que o rapaz fará com tal responsabilidade sobre seus jovens ombros?"


Autor: Raphael Miguel
Gênero: Ficção
Número de páginas: 212
Data de publicação: 2016
Editora: Chiado


Hoje é dia de divulgar para vocês o conto do mês para o desafio literário 12 meses de Poe. Esse é o quarto conto a ser lido, e a experiência com a leitura tem sido bastante positiva. Tenho descoberto contos pouco lidos no Brasil, que quase sempre são ofuscados pelas obras mais conhecidas do autor. Essa é uma coisa muito importante, pois para se conhecer bem a obra de determinado escritor, não basta ler apenas as obras mais conhecidas; explorar aquelas das quais ninguém fala também é interessante.
Como nos meses anteriores, gravei a resenha em forma de vídeo, pelo fato de que a leitura de um conto é muito rápida, e a história é muito sintetizada, o que tornaria impossível uma resenha escrita detalhada, como as que eu faço normalmente aqui no blog.


Acho que as pessoas que mais gostam de blogs e canais nesse mundo são os próprios blogueiros e youtuber's. A maioria dos comentários que recebo aqui no blog são de pessoas que também têm blogs, o que me leva a acreditar que quando conhecemos esse mundo dos blogs e canais, o nosso interesse por ele fica cada vez maior. Acredito, portanto, que quem tem um blog ou canal está sempre acompanhando outros blogs ou canais, tanto para se inspirar, quanto para simplesmente acompanhar como um leitor ou inscrito comum.
Eu acompanho vários blogs e canais, por motivos diferentes, e dessa vez vim aqui recomendar alguns canais dos quais gosto muito, por diferentes motivos. Alguns dos que serão citados abaixo já foram citados também no meu post sobre canais literários para ajudar quem gosta de escrever, então não se preocupe se você achar algum deles familiar.

"Walter Corwley morreu num campo de batalha na Segunda Guerra Mundial. Recebeu do Exército americano uma medalha póstuma por bravura, mas nada foi suficiente para aplacar sua dor, seu assombro, sua revolta contra o destino. Ele tinha ainda muito a fazer, a dizer, a construir. Agora, mais de quarenta anos após sua morte, Walter decide voltar. E volta no corpo de um jovem californiano obscuro e sem atrativos. Impelido por uma força que mal ousa compreender, Michael Steeb viaja pelos Estados Unidos à procura de desconhecidos - da mulher a quem Walter amara, do melhor amigo, que se casara com ela, do irmão a quem ele fizera uma promessa jamais cumprida. Cada personagem reage de uma maneira a esse estranho chamado do passado; cada um retoma, à sua maneira, um diálogo interrompido há muito tempo, mas que ainda ecoa dolorosamente. Para Walter, é a última chance de aceitar a morte; para Michael - confusamente apaixonado por uma mulher meio século mais velha que ele - é a única chance de se reconciliar com a vida."

Autor: Catherine Ryan Hyde
Gênero: Romance
Número de páginas: 288
Local e data de publicação: São Paulo, 2002. 
Tradução: Vitória Paranhos Mantovani
Editora: Best Seller

Fonte: Reprodução. Por uma leitura melhor.

Vida de leitor não é fácil. É preciso decidir qual livro será lido na semana que vem; monitorar as promoções das livrarias; pensar se prefere comprar um livro mais caro que deseja muito; ou vários que custam pouco; organizar a estante que vai ficando cheia; e ainda estudar, trabalhar, ou fazer as duas coisas.


Eu avisei há algum tempo, em um vídeo do canal, que começaria a realizar o projeto To Be Read, que consiste no seguinte: anotar os nomes dos livros em pedacinhos de papel e deixá-los em um recipiente; a cada leitura terminada, sorteia-se um papelzinho. Dessa forma as leituras são adiantadas, e você consegue ler aqueles livros que estavam na estante há muito tempo, sem ficar dando preferência para os mais novos ou mais desejados. Anunciei a TBR em um vídeo do canal:


Todo mundo tem algumas manias mais ou menos normais ou estranhas, não é mesmo? E quando se trata de nós leitores, as manias podem ficar mais esquisitas ainda. Algumas são bem comuns, e meio que fazem parte do estereótipo do leitor. Outras podem ser bem diferentes e causar certo estranhamento em quem fica sabendo pela primeira vez. Decidi falar para vocês algumas das minhas manias que eu tenho certeza de que me fazem parecer uma pessoa bem esquisita!

"Edição comemorativa do bicentenário de Victor Hugo (1802 - 1885), em tradução inteiramente revista e adequada à leitura contemporânea. Esse tratamento e a edição com 816 notas de pé de página, elucidativas do contexto histórico e cultural do século XIX, fazem desta a versão definitiva da obra em Português. Hugo narrou seu romance original numa linguagem que representou para a literatura "o mesmo que a Revolução Francesa na História", segundo o crítico Sérgio Paulo Rouanet. O fio condutor é o personagem de Jean Valjean que, por roubar um pão para alimentar a família, é preso e passa dezenove anos encarcerado. Solto, mas repudiado socialmente, é acolhido por um bispo. O encontro transforma radicalmente sua vida e, após mudar de nome, Valjean prospera como negociante de vidrilhos, até que novos acontecimentos o reconduzem ao calabouço.

Autor: Victor Hugo
Gênero: Romance
Número de páginas: 1977
Data de publicação: 2012
Tradução: Frederico Ozanam Pessoa de Barros 
Editora: Cosac Naify




Em primeiro lugar, peço perdão pelo atraso. Eu prometi pelas redes sociais que esse post estaria disponível na segunda, ou seja, ontem, mas não foi possível. No sábado, quando voltei para casa depois da Turnê, tive que arrumar minha mochila para no dia seguinte, de manhã cedo, ir a Brasília visitar minha avó, que esteve internada em um hospital desde a semana passada. Minha avó lutou bravamente contra o câncer por dois anos e meio, e sua imunidade se tornou muito baixa, o que abriu brechas para uma pneumonia, que permaneceu avançando. Ainda no domingo, cheguei em casa depois das 23h, e recebi a notícia de que há mais ou menos meia hora minha avó havia falecido. É com muita tristeza que escrevo isso.
O post veio atrasado, mas cumpro com o prometido. Seguem abaixo todos os detalhes da Turnê.


Desde 2011, a Editora Intrínseca vem organizando um evento em várias cidades do país, afim de reunir pessoas que gostam de ler. Estive na Turnê do ano passado, e foi quando conheci o evento. A diversão foi garantida, e eu fiquei super ansiosa para que este ano a Turnê voltasse a Goiânia. Por isso, foi uma alegria muito grande ver a data anunciada.
Sei que muita gente não teve a oportunidade de ir, por inúmeros motivos: outros compromissos, ou até o fato de não morar em nenhuma das cidades onde o evento aconteceu.



As adaptações cinematográficas e televisivas já possuem uma má-fama bem grande entre leitores. Sempre que um filme baseado em um livro é lançado, surgem alguns comentários negativos, como por exemplo: "Mas cortaram aquela parte!", "Fulano não tem a mesma aparência do personagem do livro", "Estragaram a história!", "Não tem nada a ver com o livro!", etc. Eu já me decepcionei com alguns acontecimentos como esse, e o maior exemplo que posso citar é a Gina Weasley dos filmes de Harry Potter, que não chega nem aos pés da Gina Weasley dos livros. Enquanto nos livros a Gina se revela uma garota cheia de personalidade, bem-humorada, irônica, ótima jogadora de quadribol e uma bruxa fantástica, a Gina dos filmes é só "A menina que gosta do Harry". Eu sei que nós leitores ficamos muito chateados com coisas assim; mas por outro lado, no universo das adaptações existem várias produções maravilhosas!
Nesse post, vou listar 10 filmes e séries baseados em livros, que na minha opinião foram muito bem feitos. As obras que citarei aqui são de épocas e gêneros diferentes, e foram escolhidos por motivos também diferentes. Estou mostrando meu gosto pessoal, mas é claro, sei que muita gente pode não gostar das mesmas coisas que eu.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...