Confira!

12 meses de Poe | Eleonora | Annabel Lee

Hoje é dia de falar de Edgar Allan Poe aqui no blog. Trata-se de um desafio literário em que são realizadas leituras coletivas mensais de contos e poemas de Edgar Allan Poe. Criado no ano passado, o #12mesesdePoe me ensinou o quanto é legal participar de desafios e projetos literários e é uma das minhas colunas preferidas aqui no blog.
Esse mês, estamos lendo Eleonora e Annabel Lee. Eu nunca tinha ouvido falar de Eleonora, mas sei que Annabel Lee é um dos poemas mais famosos de Poe. Continue lendo para conhecer minhas impressões sobre o conto e o poema.

Blogagem Coletiva: Os primeiros que eu li

Olá para todos os loucos por leituras! Nesse post eu vim trazer de volta uma espécie de "coluna" que já não acontece aqui no blog há alguns meses, que é a Blogagem Coletiva da Liga Blogesfera. A Liga é um grupo de blogueiros no Facebook que valoriza a interação e a amizade em detrimento da divulgação.
A Blogagem Coletiva é uma sugestão de temas de posts e vídeos para os membros do grupo. A participação é opcional, mas eu tento fazer sempre que posso, porque gosto muito da ideia de vários blogueiros produzirem conteúdo de acordo com certo assunto.
O tema de hoje são os primeiros livros que li, então agora vou falar sobre os que eu me lembro.

Resenha: O Pagador de Promessas
"Dias Gomes narra nesta peça de renome internacional o emocionante calvário do simplório Zé-do-Burro: para cumprir promessa feita a Iansan, pela cura de seu burro, ele divide seu sítio com os lavradores pobres e carrega pesada cruz de madeira no percurso de sete léguas, com o objetivo de depositá-la no interior da igreja de Santa Bárbara, em Salvador. Iansan se confunde com Santa Bárbara na visão popular, mas por certo não é um mito cristão, motivo mais que suficiente para que as autoridades eclesiásticas se opusessem à entrada do herói no sagrado recinto. Zé-do-Burro não esmorece. Sua obstinação, sua fé, conduzem a um dos mais emocionantes desfechos do teatro contemporâneo - e universal. O Pagador de Promessas serviu de tema ao filme do mesmo título, ganhador da Palma de Ouro no festival de Cannes em 1962."

Autor: Dias Gomes
Gênero: dramaturgia
Número de páginas: 172
Local e data de publicação: Rio de Janeiro, 1961
Editora: Agir Editorial
Onde comprar: Amazon | Livraria da Folha | Saraiva
*A edição lida é antiga e já esgotada, portanto, os links para compra se referem a edições mais recentes.

Resenha: O Livro Amarelo do Terminal
"A escritora Vanessa Barbara faz sua estreia editorial com um livro-reportagem sobre a rodoviária do Tietê, em São Paulo. Primeira obra jornalística no catálogo da Cosac Naify, O livro amarelo do Terminal empreende uma viagem singular ao que seria uma versão condensada do mundo, como diz João Moreira Salles na orelha da edição. Valendo-se de recursos narrativos variados, que vão da reportagem clássica ao humor nonsense, o olhar da escritora pinça, em meio ao tumulto, os tipos que por lá passam todos os dias - vendedores, crianças, velhinhas, surfistas -, e registra uma história oral do local a partir dos fragmentos de conversas colhidas ao acaso. Esta polifonia aparece também no projeto gráfico do livro. Suas páginas amarelas, de gramatura mais fina, brincam com a transparência e a sobreposição parcial das letras. Já os capítulos de cunho mais histórico aparecem em papel semelhante ao carbono, como os bilhetes de ônibus."

Autora: Vanessa Barbara
Gênero: Reportagem
Número de páginas: 254
Local de data de publicação: São Paulo, 2008
Editora: Cosac Naify
Onde comprar: Amazon

TAG: Dia e Noite

No mês passando, quando eu ainda estava atualizando as resenhas dos livros que li enquanto viajava, fui indicada pela Helena Machado do Leituras e Gatices para responder à TAG Dia e Noite. Levei um tempinho para me organizar, mas aqui estou eu para trazer as minhas respostas.
Essa TAG é um tanto diferente de outras que são respondidas em blogs literários, porque não necessariamente segue um tema ou pede indicações de livros. Além disso, ela é estruturada em forma de acróstico. Observe, e você vai entender:

Coisas chatas na blogosfera

O post de hoje pode ser compreendido como uma lista irônica, um protesto de uma pessoa que já perdeu a paciência há tempos ou um simples desabafo. Ou tudo isso ao mesmo tempo. Foi escrito depois de muita reflexão e exigiu um pouco de coragem para falar do que me incomoda. Mas enfim, estou no meu blog e aqui eu posso postar sobre o que eu quiser. Não vou me autocensurar e deixar um assunto tão importante de lado.
A blogosfera nos oferece muitas coisas legais, desde o fato de podermos aprender um monte de coisas interessantes e práticas para nossas vidas acompanhando outros blogs, até por termos a chance de fazermos algumas amizades realmente boas. Mas outros blogueiros às vezes conseguem tirar a gente do sério, com atitudes pouco profissionais, insistentes, irritantes e imaturas.
Depois de dois anos como blogueira, decidi falar um pouco sobre certas atitudes e comportamentos que não são nem um pouco legais e que muita gente comete sem saber o quanto está sendo inconveniente. Continue lendo para saber mais!

Resenha: A Mulher Desiludida
"Em A mulher desiludida temos a reunião de três contos. A idade da discrição, Monólogo e A Mulher Desiludida. São três histórias distintas independentes. Na primeira, um casal de intelectuais de esquerda se vê em conflito com as posições cada vez mais conservadoras do filho, o que se pode ver como prenúncio do choque de gerações de Maio de 68. Na segunda se dá o monólogo de uma mulher angustiada e fora de si, após dois casamentos fracassados e o suicídio da própria filha. A última história trata do desmoronamento da vida de uma mulher abandonada pelo marido e desprezada pelas filhas. Indo do envelhecimento, passando pela solidão e culminando no abandono dos entes queridos, os contos refletem sobre a condição da mulher e seu papel na sociedade."


Autora: Simone de Beauvoir
Gênero: Contos
Número de páginas: 176
Local e data de publicação: Rio de Janeiro, 2015
Tradução: Helena Silveira e Maryan A. Bon Barbosa
Editora: Nova Fronteira
Onde comprar: Amazon | Americanas | Fnac | Submarino | Travessa

Resenha: Fantoches e outros contos
"Reconhecido como um dos clássicos brasileiros do século XX, Erico Verissimo estreou na literatura em 1932 com o volume de contos Fantoches. Décadas depois, fez apontamentos manuscritos e ilustrações para a edição comemorativa do quadragésimo aniversário da publicação do livro. Nele, o escritor consagrado observa as narrativas do jovem principiante com olhar exigente, mas também com humor. Na primeira parte estão os fac-símiles das páginas de Fantoches anotadas por Erico. Escritos em forma de pequenas peças de teatro, os contos do jovem estreante já revelavam as qualidades que seriam desenvolvidas na maturidade. Quanto aos defeitos do principiante, o próprio Erico se encarregava de apontá-los e comentá-los. Depois de Fantoches, Erico só praticou o conto esporadicamente - e com maior domínio de suas técnicas. As seis narrativas breves incluídas na segunda parte deste livro revelam o engenho do criador de mundos e contador de histórias."

Autor: Erico Verissimo
Gênero: Conto
Número de páginas: 365
Local e data de publicação: São Paulo, 1997
Editora: Globo
Onde comprar: Amazon | Americanas | Fnac | Livraria da Folha

Resenha: Memórias de Julho
"No ano de 1992, Recife, um grupo de amigos com oito anos (Marcos, Mari, Mila, Juan, Lucas), se encontra numa cabana em suas férias. A alegria de ser criança é compartilhada por todos, assim como a vontade de permanecer juntos. De um pedido surge a promessa de enterrar seus desejos e suas fotos em um baú todos os anos seguintes. Durante seis anos a promessa é mantida e todos percebem o quanto cada um foi importante durante todo esse tempo. Em julho de 1998 o destino acaba por separá-los. Quatorze anos depois, 2012, Marcos se vê sozinho e em posse do baú. Durante todos esses anos no mês de Julho ele sonha com os tempos vividos naquela cabana. Mas algo estava errado, os sonhos não eram normais. E Marcos então sai à procura dos antigos amigos que havia deixado para trás. Memórias de Julho lhe fará sentir saudade tanto de sua infância como se seus antigos amigos. Mostrará o que o tempo pode fazer conosco e o que é verdadeiro fica. Principalmente o amor e a amizade."

Autora: Jéssica Figueiredo
Gênero: Romance
Número de páginas: 336
Local e data de publicação: Recife, 2015
Onde comprar: E-book | Livro físico
*Publicação independente não-vinculada a nenhuma editora

Especial Dia Internacional da Mulher: Escritoras que vão te inspirar

Hoje é 8 de março, o Dia Internacional da Mulher, e é com muita alegria que venho trazer esse post para você! Eu não podia deixar de preparar alguma coisa especial aqui no blog, por isso, decidi rever algumas leituras antigas (e fazer outras novas) para falar de algumas escritoras que foram e ainda podem ser motivo de inspiração.
Você com certeza reconheceu algumas delas na imagem acima (e outras, talvez não). Mas antes que eu fale um pouco de cada uma delas pra você, precisamos falar também sobre a importância desse dia. Por isso, continue lendo!

Projeto Photolove | 6 on 6 março

Hoje é um dia diferente aqui no Loucura Por Leituras, porque vamos falar de fotografia. É dia de 6 on 6 para o Projeto Photolove. Para quem não sabe, 6 on 6 são projetos fotográficos em que seis pessoas se dispõem a selecionar (ou fazer) seis fotos e postar no dia seis de cada mês. Eu entrei no grupo Photolove a convite da querida Lívia Santana do Check-in Virtual, e apesar de ter falhado por alguns meses com o projeto, gosto muito de participar!
Em homenagem ao fim do mês passado, o tema desse mês de março é Carnaval. E por isso eu, a pessoa menos carnavalesca que você respeita, tive que rebolar (não literalmente) pra pensar nas fotos! Mas aqui estamos nós, então vejam o que eu separei para mostrar pra vocês!

Benefícios do Desapego: doar, trocar ou vender livros

Olá para quem é louco(a) por leituras! O post de hoje vai ser uma coisa totalmente nova aqui no blog, porque vim para falar de uma coisa à qual eu nunca pensei que fosse aderir: o desapego. E vou contar também um pouco sobre a minha experiência recente de doar, vender e trocar livros. É isso aí! Continue lendo para saber as vantagens disso.

Resenha: O mestre e Margarida
"Em O mestre e Margarida, Bulgákov narra a chegada do diabo em plena Moscou comunista dos anos 1930. E Satanás não está sozinho; em sua comitiva, há uma feiticeira nua, um homem de roupas apertadas e monóculo rachado e um gato preto "de proporções espantosas". Tudo começa em uma tarde de primavera, quando Satanás e seu séquito diabólico decidem visitar a cidade e encontram poetas, editores, burocratas e todo tipo de pessoa tentando levar a vida em pleo regime comunista. O que todos ali não sabem é que, depois dessa visita, nada será como antes - um rastro de destruição e loucura mudará o destino de quem cruzá-lo."

Autor: Mikhail Bulgákov
Gênero: Realismo fantástico
Número de páginas: 456
Local e data de publicação: Rio de Janeiro, 2009
Tradução: Zoia Prestes
Editora: Alfaguara/Objetiva

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...