Confira!

"Há vinte e dois anos, Sam e Dean Winchester perderam a mãe por causa de uma força sobrenatural misteriosa e demoníaca. Nos anos que se seguiram, seu pai, John, ensinou-lhes sobre o mal paranormal que vive nos canos escuros e nas estradas secundárias dos Estados Unidos... e como matá-lo. Sam e Dean vêm à cidade de Nova Iorque para verificar a casa assombrada de um roqueiro local. Mas antes que eles possam descobrir por que uma banshee apaixonada em uma camiseta heavy-metal dos anos 80 está se lamentando no quarto, um crime muito mais macabro chama-lhes a atenção. Não muito longe da casa, dois estudantes universitários foram espancados até a morte por um estranho agressor. Um assassinato, que é bizarro mesmo para os padrões de Nova Iorque, é o mais recente em uma série de crimes que os irmãos logo suspeitam serem baseados nos contos horripilantes do lendário escritor Edgar Allan Poe.  A investigação joga-os no centro de um dos clássicos do horror de Poe, cara a cara com seu inimigo mais terrível até agora. E, se Sam e Dean reescreverem o final desse conto arrepiante, um serial killer terrível vai terminar com suas vidas para sempre."

Autor: Keith R. A. Decandido
Gênero: Fantasia
Número de páginas: 194
Local e data de publicação: Rio de Janeiro, 2013
Tradução: Bruna Rötzsch
Editora: Gryphus
Onde comprar: livro avulso | Box livros
*Pode conter spoiler's sobre a série

Referências, muitas referências!


Há mais de um ano, fiz um post aqui sobre os livros inspirados em Supernatural, além do anime e da HQ. Não me lembro bem de como descobri a existência desses produtos, mas uma coisa é certa: eu tive muita vontade de ler os livros! Esse ano, comprei o Box com três livros de Supernatural, e tive a felicidade de sortear um deles na TBR, na última quinta. Agora, vocês conferem minhas impressões sobre a leitura.
Primeiro, devo dizer que o nome "Episódios" não foi dado à toa ao box com os livros Nunca mais, Guerra dos filhos e Coração de dragão. Lendo o primeiro desses livros, eu percebi que a história realmente foi escrita como um episódio da série.  Dean e Sam são chamados por Ellen para fazer um favor a um amigo também caçador: investigar um caso de espírito vingativo em Nova Iorque. Mas os dois irmãos logo ficam sabendo de outro possível trabalho na cidade: assassinatos que recriam passagens de contos do escritor e poeta Edgar Allan Poe, o mestre do terror. Os dois resolvem então investigar as duas coisas ao mesmo tempo.
Manfred Afiri, o rockeiro cuja casa tem sido assombrada por uma garota morta, acaba hospedando os irmãos Winchester em sua casa (que para Dean, parece um verdadeiro paraíso do rock clássico). O caso com a garota que aparece após os shows da banda de Manfred vai se desenrolando devagar, sem surpreender muito. E enquanto isso, as mortes inspiradas por Poe parecem estar sendo praticadas por alguém completamente obcecado pelo escritor do século XIX; também indicam relação com certo falso ritual de ressurreição, que teria sido criado por um charlatão interessado em enriquecer às custas de pessoas crédulas. Durante as duas investigações, os irmãos contam com a ajuda inusitada de uma policial e de um internauta que se comunica de maneira obsoleta.
A história acontece ao longo dos últimos dias de novembro de 2006, e é perfeitamente possível encaixá-la entre os acontecimentos da segunda temporada da série. Conforme avançamos, vamos recebendo alguns indícios de tudo que já aconteceu: Dean buscou Sam em Stanford há um ano; John se foi; Dean reconstruiu o Impala; Jo participou de uma caçada com Dean e Sam, contra a vontade de sua mãe. Se eu estiver certa, Supernatural - Nunca mais aconteceria em algum momento após o episódio 7.

Foto compartilhada no meu Instagram durante a leitura.
Visite @lethyd e acompanhe!
"Dean podia ouvir claramente madeira estalado.
Levando em consideração o fato de o apartamento estar completamente vazio,
exceto por um piso novo e brilhante de madeira,
Dean concluiu que foi o assoalho.
Uma das histórias de Poe não era sobre esconder um corpo debaixo das tábuas do assoalho?"
Páginas 137 e 138.

A história é narrada em terceira pessoa, e se inicia adiantando um dos momentos de clímax, para depois nos levar ao tempo cronológico dos acontecimentos. Os capítulos são curtos e a narração é feita em terceira pessoa. Em geral, os pontos de vista de Dean e Sam predominam; mas outros personagens também recebem atenção em capítulos próprios ou pequenos trechos. O suspense e o mistério foram bem explorados na história; eu estava sempre curiosa para saber mais, e tanto por isso quanto pelo fato de o livro ser pequeno, acabei lendo em apenas três dias.
As referências à obra de Poe estão presentes do início ao fim: no título da história (o "nunca mais" do poema O corvo); nas ações do assassino; e na própria investigação feita pelos Winchester. Sam conhece as histórias macabras, e Dean até chega a ler uma ou duas delas. Eles também visitam a casa em que Poe morou em Nova Iorque (hoje transformada em museu e chamada de "Chalé Poe") e o escritório de um acadêmico que estuda sua obra.
Sam e Dean estão muito bem representados. Eles se comportam, pensam e falam de maneira semelhante ao que vemos na série. A forma de investigar, as provocações, a confiança no pai e até o fraco de Dean por mulheres foram reproduzidos como conhecemos. Existem, é claro, muitas menções a clássicos do rock, principalmente quando os irmãos estão na casa de Manfred. Outros personagens, porém, não parecem fazer muito sentido. O internauta Arthur Mackey fala de um jeito muito esquisito: usando o pronome "vós" e palavras e expressões muto formais que parecem pertencer ao tempo de Poe; mas no final, não temos nenhuma explicação sobre o motivo para que ele fale assim.
Apesar de a história estar muito bem adaptada, o texto tem vários problemas. Encontrei erros que devem ter passado despercebidos à revisão, além de coisas estranhas relacionadas à tradução. Quando alguém diz a palavra "sobrenatural", ela aparece escrita em inglês (supernatural), sem que haja algum significado específico ou ligação com o nome da série. Algumas frases foram escritas em uma ordem um pouco confusa, e acredito que isso se deve ao fato de que no inglês os elementos da frase seguem uma lógica diferente do português. Além disso, existe uma grande quantidade de palavras em inglês já incorporadas ao nosso vocabulário (sexy, jeans, nerd, site, etc) que foram escritas em itálico. Não vi qual o sentido de fazer esse destaque, já que nós conhecemos palavras como essas e estamos acostumadas com elas. Também não gostei do fato de o livro não ter orelha, já que os outros dois livros que vieram no box têm orelha.
A história em si é muito boa, e com certeza muito divertida para fãs da série e admiradores de Edgar Allan Poe. São apenas algumas falhas próprias da edição que me desagradaram. Eu recomendo o livro para fãs da série em geral, e também para pessoas que pretendem conhecer o universo da série através do livro (apesar de achar que algumas das piadas, personagens e referências não seriam compreendidos logo de cara).

Aspectos positivos: Sam e Dean estão bem representados na forma que os conhecemos na série; as referências à obra de Edgar Allan Poe e as informações sobre ele têm destaque ao longo da história; os capítulos curtos e o bom uso do mistério e do suspense tornam a leitura mais rápida.
Aspectos negativos: a edição contém erros de escrita e de tradução; não houve explicações suficientes sobre o personagem de Arthur Mackey; o livro veio sem orelha, enquanto os outros dois volumes presentes no box possuem orelha.

Avaliação geral:


 Se você se interessou pelo livro, pode comprá-lo nos links a seguir:

Por: Lethycia Dias

12 Comentários

  1. Super Natural é uma série que eu sinto vontade de voltar assistir. Me perdi nas temporadas... por isso sempre tenho medo de comprar algum prequel e sair com algum spoiler rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu sei bem como é esse medo dos spoiler's... Quando comecei a assistir, eu ficava super preocupada. Mas no ano passado, quando li "O diário de John Winchester", eu já estava bem avançada na série, e já não me preocupava mais. Hoje estou quase atualizada (falta ver a temporada 11 inteira), então li o livro sem nenhum medo.

      Excluir
  2. Eu amo a série, é uma das minhas preferidas e fiquei super a fim de ler esse livro. Se eu tivesse money comprava hoje hahahah <3

    Adorei a resenha, pena que o primeiro livro veio sem orelha ):
    E o melhor é que eles são representados da forma que o conhecemos, seria péssimo se não fosse até pq isso nos leva a ser mais próxima da hist.

    Beijos,
    pinguimtagarela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Diovana! Também sou apaixonada por Supernatural, e fiquei pirando quando descobri que existem os livros. Demorei um pouquinho até comprar os que eu tenho, mas até agora, acho que foi uma boa compra. Sim, no livro eles estão muito parecidos ao que conhecemos! Tive muito a impressão de estar no meio de um episódio da série.
      Muito obrigada pelo comentário, espero que compre o livro quando puder!

      Excluir
  3. Hey!
    Pra ser sincera Sobrenatural é uma série que já devia ter acabado a muito tempo, pois já perdeu o encanto pra mim. No entanto, eu nem sabia que existiam livros sobre, e fiquei com uma super vontade de comprar depois de ler a sua resenha. Ótima dica!
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Eduarda!
      Bom, eu sei que muita gente deixou de gostar depois de um tempo, muitos por causa da sexta temporada... Mas eu continuei curtindo e acompanhando. Os livros acho que são uma boa forma de matar aquela saudade do começo, fico feliz que você tenha gostado de conhecer. Compre sim, eu recomendo bastante!

      Excluir
  4. Amo Supernatural! É a minha série preferida. Eu tenho o box, mas ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro dele. Espero ler o quanto antes. Sua resenha só me deixou mais animada com a leitura!

    http://sonhandoatravesdepalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thainá! Imaginei que você acabaria encontrando esse post e deixando um comentário por aqui... Também adoro a série, e tava muito ansiosa para começar com os livros do box. Ainda vou dar um tempo para ler os outros, mas espero que quando você leia, goste tanto quanto eu!

      Excluir
  5. OMG!! EU QUERO! QUEROOOOO!! Menina, desde que descobri a existência de livros inspirados em Supernatural eu já quero todos para ontem!! Faz um tempinho que não assisto a série, mas digo sem titubear que a primeira temporada é a minha favorita, e este livro parece se encaixar bem nela. Deve ser cheio de suspense, terror e aqueles sustos deliciosos que tomamos. Sem falar que é ótimo poder imaginar o Dean como o próprio Jensen Ackless que diga-se de passagem é lindo de morrer! Deu até saudade de assistir a série! Amei sua resenha, quero ler já! Ah, adorei a proposta de mesclar a série de TV e Literatura Clássica. Edgar Allan Poe ficou muito bem representado no universo dos irmãos Winchester, disso eu tenho certeza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhh, quando eu descobri esses livros, também fiquei super empolgada, doida pra ler todos! Estou um pouco parada com a série, dando um tempo, mas posso só falta ver a temporada 11 para me atualizar. Não sei dizer se existe uma temporada de que gosto mais... Acho que talvez a 4 ou a 5. Bom, ele não muitos sustos ou terror, é mais o mistério mesmo... Eu gostei bastante do que li, e achei genial a ideia de incluir o Poe.

      Excluir
  6. Já amo a serie e quero comprar os livros, porém no momento minhas compras de livros estão parada. Mas já li outras resenhas e essa me dão mais e mais vontade de ter o livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Espero que compre o livro quando puder, e que goste tanto quanto está imaginando que vai gostar... Obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...