Confira!

Antes de mais nada: atenção! Este post pode conter spoilers!




  1. É um livro para descontrair. Caso você esteja lendo muitos livros que sejam "sérios" ou "pesados" demais, daqueles de fazer roer as unhas, e esteja procurando por algo mais leve, que seja divertido, Coração de Tinta é com certeza uma boa pedida!
  2. Por ser narrado, na maior parte do tempo, segundo o ponto de vista de uma criança, é muito agradável para aqueles que têm nostalgia da infância. A edição da Companhia das Letras, com suas ilustrações no fim de cada capítulo, é melhor ainda. Meggie, a principal personagem da história, nem sempre compreende muito bem o mundo dos adultos, o que talvez pode contribuir para que você se lembre de si mesmo quando era criança.
  3. Quem é que não gostaria de conhecer os personagens de seus livros preferidos, ou viver dentro de uma boa história? Isso é possível para Mortimer Folchart, embora seja exatamente este o motivo do maior conflito no livro. Personagens vêm para o mundo real, e pessoas reais são enviadas para o mundo dos livros.
  4. Um vilão incrível! Capricórnio é tão frio e cruel que não conseguimos ter um só sentimento por ele, criando uma relação de amor e ódio. Amor, pelo fato de ser um personagem tão original e tão bem criado. E ódio, pelo fato de ser impressionantemente mau!
  5. Em Coração de Tinta, um verdadeiro amante de livros irá se identificar muito com Mo ou com Meggie, que são dois leitores ávidos. A paixão pelos livros é descrita de modo muito autêntico tanto para o pai, quanto para a filha. Há ainda a tia Elinor, uma colecionadora, mas creio que ela retrata melhor o leitor consumista. Voltando a Mortimer e Meggie, são os dois que melhor representam um bom leitor.
  6. Existem filmes tão bons que, quando assistimos, pensamos: "Deveria existir um livro, só para que eu possa ter mais detalhes". Se você se encantou com o filme estrelado por Brendan Fraser, com certeza irá se encantar mais ainda com a história que o inspirou. É uma aventura simplesmente mágica!
  7. Além de retratar o universo dos leitores, Coração de Tinta nos traz algo que para mim sempre foi motivo de curiosidade: a visão do escritor. Imagine escrever um livro e um dia, de repente, ver-se frente a frente com seus personagens, exatamente como você os imaginou! Parece fantástico, não é mesmo? É é isso que acontece com Fenoglio, que se depara com suas criações em carne e osso, e que desempenha um papel muito importante no fim da história.
  8. Como toda boa história deixa um gostinho de "quero mais", fiquem felizes! Há continuação! Este incrível livro de Cornelia Funke integra a trilogia Mundo de Tinta, sendo seguida por Sangue de Tinta e Morte de Tinta, onde os personagens vivem novas aventuras.
  9. É uma daquelas histórias em que sempre queremos ler "só mais um capítulo". A curiosidade, a narração simples, o apreço pelos personagens ou a simples vontade de avançar farão com que você permaneça virando as páginas, e lendo, lendo, lendo... Até uma força maior obrigá-lo a parar!
  10. Acredito que um leitor deve experimentar de tudo para diversificar sua visão de mundo, conhecer diferentes autores e estilos, e ainda descobrir do que realmente gosta ou não gosta. Portanto, sempre vale a pena arriscar com algo novo!
Portanto, não fique aí parado! Adquira já o seu exemplar de Coração de Tinta, e não leia  em vez disso, devore!

Por: Lethycia Dias

Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...