Confira!

Prosseguindo com nossas postagens sobre os diferentes gêneros textuais, passaremos agora para um gênero completamente diferente do narrativo, o gênero lírico. Apresentaremos a seguir a seguir suas principais características, e alguns dos textos líricos existentes. Talvez o mais importante, primeiro, seja explicar o significado deste nome.

Oriundo do termo lyricu, do latim, quer dizer lira, um antigo instrumento musical, de origem pouco conhecida, mas que remonta ao período da Antiguidade Clássica, por ter sido muito usado na Grécia Antiga.

Lira, antigo instrumento musical que acompanhava as composições poéticas
durante a Antiguidade e a Idade Média



O gênero lírico constitui, basicamente, a poesia, apesar de que nem todo poema é um texto lírico, pois precisa para isto corresponder às características que vamos enumerar a seguir. Neste gênero (embora isto se aplique à poesia em geral) o que predomina é a subjetividade do autor, que expressa ideias, emoções e sentimentos, de maneira clara ou metafórica. O que o diferencia, então, um simples poema de um poema lírico?
Os trovadores (ou bardos) da Idade Média apresentavam suas poesias de maneira cantada, com o acompanhamento musical da lira. O ritmo era marcado pela métrica, isto é, a contagem de sílabas de cada verso; as aliterações (repetições de letras, sons e palavras) e as rimas estavam sempre presentes.  Cada forma poética era conhecida por ter um número de versos e ritmo já determinado. Entre as mais comuns, encontram-se:


  • Soneto: Da palavra italiana soneto, que quer dizer pequeno som. É formado por quatro estrofes: as duas primeiras compostas por quatro versos e as duas últimas compostas por três;
  • Elegia: De origem grega, significa "canto triste", e está geralmente ligado à morte ou sentimentos tristes;
  • Idílio e écloga: Retratam a vida no campo, e temas ligados a ela. A écloga costuma ser como um diálogo;
  • Ode: Também de origem grega, exalta as características nobres de algo ou alguém;
  • Hino: Voltado para a exaltação da pátria, ou dos deuses;
  • Sátira: Geralmente cômica, ridiculariza os defeitos humanos ou de alguém em particular; ou ainda faz crítica a determinadas situações.
Estes são os principais modelos de poemas líricos. Vale ressaltar que existem ainda muitas outras modalidades de poesia, e que nem todas fazem parte do gênero lírico. Estas serão descritas detalhadamente mais tarde nas próximas postagens desta sessão.

Por: Lethycia Dias

Bibliografia:
- VILARINHO, Sabrina. Gênero Lírico. Disponível em:
http://www.brasilescola.com/literatura/genero-lirico.htm
- DUARTE, Vânia Maria do Nascimento. Gênero Lírico. Disponível em:
http://www.portugues.com.br/literatura/generolirico.html
- Autor desconhecido. Lira (instrumento musical). Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lira_(instrumento_musical)


Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...