Confira!



Olá, loucos por leitura!
Decidi criar uma nova coluna aqui no blog, onde mostrarei para vocês alguns itens curiosos da minha estante. Não vou estabelecer um período correto para esse tipo de post. Eles serão realmente bem aleatórios, e a única regra será mesmo ir apresentando aos poucos alguns dos meus livros. Mas diferente de uma indicação ou resenha, eu não vou falar do conteúdo do livro, e sim de algumas características que fazem com que ele seja diferente dos outros.
Estou começando essa coluna hoje, e o livro que escolhi para o post é um caso curioso que eu já quis mostrar em um vídeo, mas sempre ficava adiando. Como o blog tem muito mais visitas que o canal, decidi apresentá-lo por aqui mesmo. Até porque, a câmera do meu celular novo vem ajudando muito na hora de tirar fotos para os posts e o Instagram.
Esse post estará cheio de imagens, então lembre-se de clicar por cima de qualquer uma delas para ampliá-las.


Quando digo "velhinho", não quero dizer que eu tenho o livro há muito tempo, e nem que seja uma edição realmente muito antiga. Digo "velhinho" no sentido de estar muito deteriorado. Ao longo desse post, vocês vão entender melhor.
Acredito que o nome do tal livro seja Coração de onça. Digo isso porque ambas as capas foram arrancadas, e ele também não tem folhas de rosto, nem nada que possa indicar certas informações sobre o volume, publicação, etc. Mas na primeira página, alguém (provavelmente uma de minhas tias) deixou escrito o nome Coração de onça. Veja a foto abaixo:

Repare no possível título escrito à mão, com lápis, na parte de cima.

Mas não fiquem bravos, porque não fui eu que detonei o livro desse jeito (risos)! Eu não sei quem foi o dono original desse livro, e nem como ele ficou tão estragado. No ano em que eu fiz o ENEM pela primeira vez, minha mãe pediu à minha tia que pudesse me emprestar alguns livros considerados clássicos que estavam ocupando espaço em um quarto na casa da minha avó. Minha tia então me deu vários livros muito velhos, incluindo clássicos, e também alguns livros infanto-juvenis da Coleção Vagalume, como O mistério do Cinco Estrelas. Imagino que muita gente leu esse livro quando criança. Eu li com 16 anos, e adorei!
Esse exemplar velhinho estava entre eles. E mesmo que tivesse um pouco de curiosidade, eu tenho esse livro há uns 3 anos e nunca li, simplesmente pelo medo de danificá-lo mais ainda.
Com uma olhada rápida, dá pra perceber que esse livro passou pela mão de várias pessoas. As páginas estão completamente amareladas, e cheias de rabiscos típicos de crianças. Além disso, alguém numerou todas as páginas usando giz de cera, embora já existisse numeração impressa. Ao contrário de livros mais novos, as páginas não são coladas umas às outras, mas sim costuradas. Olhando pela lateral, dá pra notar:

Detalhe na lateral do livro.

O motivo de eu não querer ler o livro até hoje é o fato de que ele está muito frágil. Passando as páginas, a gente vê que elas estão se soltando aos poucos. Eu já li um livro assim bem velhinho, que peguei numa biblioteca. Enquanto lia, algumas páginas se soltaram, e tive o maior trabalho para prendê-las, além de ter me sentido muito culpada por ter "estragado" um livro, mesmo que a culpa não fosse minha. Eu também tive um pouquinho de medo de ficar sem poder pegar mais livros por causa disso.
É por esse pequeno "trauma" que tenho a preocupação de destruir ainda mais esse livro. Vejam só:

Perceba a página 14 solta, e a ausência das páginas 15-16.

Percebam esse bloco de folhas se soltando.

A leitura também não seria muito agradável com um pedaço faltando, não é mesmo?
Eu não li o livro, não sei quem é seu autor e nem seu dono original, mas o guardo com muito carinho como uma coisa antiga que precisa ser preservada. Ele fica na minha estante junto com os livros da Coleção Vagalume que ganhei da minha tia. De vez em quando, eu ainda o abro para folhear as páginas amareladas.



Esse foi o post de hoje na nova coluna do blog, que se chamará Conhecendo minha estante. Se você gostou das fotos desse post, pode aproveitar para conhecer meu Instagram, que ainda é bem recente. Basta procurar por: @lethyd. E se você gosta do blog, pode também postar fotos dos seus livros ou da sua estante usando a hashtag #loucuraporleituras. Espero que você tenha gostado do post e da nova coluna.

Por: Lethycia Dias

10 Comentários

  1. Que história interessante!! Eu nunca tinha ouvido falar deste, senão tentaria te convencer(ou não) a ler. Adorei a proposta desta coluna! Vou acompanhar sempre!! Você sempre tem histórias legais sobre os seus livros, isso é tão bacana! Estou amando seu Instagram, ainda bem que entrou nesse mundo!!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguns dos meus livros tê histórias bem curiosas mesmo, e sempre tive vontade de falar sobre eles, daí surgiu a coluna. Ainda estou encantada com as fotos venho tirando. Eu já tinha vontade de ter Instagram, mas o sistema operacional do meu celular antigo não permitia. Obrigada por todo o carinho, Lívia! <3

      Excluir
  2. Olá!!
    Também nunca tinha escutado falar dele. Fiquei morrendo de dó com a situação dele :(

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente fica com pena, né? E não dá pra fazer nada. Já consertei um outro livro que a capa tava estragadinha, mas com esse não há o fazer.

      Excluir
  3. Olá! Adorei essa nova coluna, achei a ideia muito bacana e o fato de você ainda guardar esse livro muito mais! Parabéns, louca para ver outras peculiaridades da sua estante!

    http://blogpaginasembranco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Fico feliz que tenha gostado! Em breve haverá outros posts como esse.
      Obrigada pela visita e pelo comentário, seja bem-vinda ao blog.

      Excluir
  4. esse livro esta acabado mesmo! hwuhudhsuh sorry
    mass adorei esse tipo de post e a historia eh bem interessante e legal, quero mais post's assim!
    lotusimaginaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, fico muito feliz que tenha gostado. Em breve mostrarei outros livros bem inusitados.

      Excluir
  5. Adoro romances e biografias. Porém livro de ficção científica nunca li tenho receio de não gostar, apesar de gostar de alguns filmes rs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, tenho pouco conhecimento nesse gênero, o único que eu poderia indicar mesmo é "O guia do mochileiro das galáxias", que é bem divertido.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...