Confira!


Quem nunca esteve cheio de expectativas ao começar um livro, mas acabou vendo que não era como pensava, e parou de ler? Mesmo pessoas como nós, apaixonadas por leitura, enfrentamos isso de vez em quando. Pode ser que a narrativa seja lenta; pode ser que a edição tenha problemas de revisão incômodos; pode ser que o estilo de escrita do autor seja uma novidade para você, e te desagrade; pode ser até mesmo algum conflito ideológico com algo que acontece na história, ou algo em que o escritor pareça acreditar. E então ficamos com aquele conflito interno: insistir mais um pouco, ou largar de vez?
O objetivo desse post não é dar uma opinião definitiva, mas apenas dizer o que eu penso sobre isso.
Várias vezes já me deparei com livros que não quis, ou não consegui terminar. Na maioria das vezes, eram decepções com a história, ou a linguagem que me fez parar. Acho que a linguagem usada na hora de escrever é até hoje meu maior problema. Foi por causa dela que parei de ler, por exemplo, Grande Sertão: Veredas e Macunaíma.

Vou contar um pouco como é para mim me deparar com uma leitura decepcionante. Isso não acontece com muita frequência, porque todos os livros que eu compro são aqueles que eu já quero há um bom tempo, ou que já li e pretendo reler; quando me deparo com algum livro não conhecido ou não desejado, eu leio a sinopse na capa, e as vezes as primeiras páginas, para saber se estou gostando mesmo, e se a compra vai valer a pena. Geralmente, só compro esses livros se estiverem muito baratos. Por isso, eu não costumo me decepcionar muito.
Se algo me incomoda, é mesmo relacionado à escrita em si. Um dos livros que já abandonei, chamado O Alfabeto do Arroz, era escrito de um jeito que me incomodou muito. As frases eram todas curtas, quando na verdade podiam ser maiores, o que prejudicava a coesão. Eu insisti, tentei continuar lendo, porque já tinha recebido uma recomendação do livro, mas não teve jeito. Acabei parando ainda no primeiro capítulo, e não tive mais vontade de continuar ou recomeçar. Acabei trocando-o por um exemplar de bolso de Hamlet, e fiquei satisfeita.
Bom, então vamos lá.
Quando eu percebo que um livro não está me agradando, fico preocupada. Primeiro, porque tenho a determinação de ler os mais variados gêneros e estilos; segundo, porque acredito que toda (ou quase toda) leitura pode acrescentar algo para mim; e terceiro, porque sempre penso que se desistir, eu posso acabar perdendo aquele momento em que o livro vai ficar incrível e me surpreender. Querer desistir de um livro, para mim, é coisa rara. Porque só compro aquilo que realmente quero, e talvez porque dou sorte. Então, se começo a não querer ler, já vou ficando alerta.
Se vejo que esse desagrado vai crescendo, tento identificar o que é que está ruim. É o ritmo da narrativa? É a construção dos personagens? É a escrita? Fico refletindo, até entender o que me incomoda, e por que. Então eu tento fazer um balanço daquilo que me agrada, e daquilo que não. Tento encontrar aspectos positivos que sejam maiores do que o negativo, que possam me fazer esquecê-lo. Se isso não acontece, então a vontade de desistir aumenta.
Quando desisto de um livro, é porque a situação estava mesmo bem ruim. Eu não gosto de largar um livro, porque o risco de perder uma história muito boa é imenso. Para vocês terem uma ideia, quando eu tinha uns 13 anos comecei a ler o volume único d'As Crônicas de Nárnia, e desisti ainda na primeira história. Fiz isso porque todo o conhecimento que eu tinha daquela saga era proveniente do filme O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa. Como a primeira história presente no livro não tinha nada a ver com o filme do qual eu gostava tanto, acabei desistindo. Anos depois, baixei uma versão digital do livro, e simplesmente devorei. E pensar que eu tinha perdido tudo aquilo na primeira tentativa, só porque não fui mais persistente!
Então, sempre que tenho vontade de largar uma leitura, me lembro do que aconteceu com As Crônicas de Nárnia e tento me convencer de que algo mais impressionante vai acontecer se eu avançar na leitura.
Então, se eu tenho vontade de desistir de um livro, faço o possível para evitar isso. Já me arrependi de ter largado alguns, e pretendo um dia retomar a leitura com mais maturidade. Grande Sertão: Veredas e Macunaíma são exemplos disso.
Se você se decepciona com os livros com muita frequência, recomendo que faça como eu: experimente comprar aqueles que você tem mais vontade, e se bater aquela vontade de parar, tente persistir, lembre-se de que você provavelmente ainda não chegou na parte impressionante. Mas, se você acabar largando o livro, tente guardá-lo com carinho; no futuro, quando você amadurecer um pouco mais e tiver mais bagagem cultural, talvez possa sentir vontade de retomar aquela leitura abandonada. Talvez você descubra coisas que não viu na leitura anterior, e talvez acabe até gostando!
Então, é isso. Se você quiser, pode contar comigo suas experiências de abandono de leituras. Já persistiu com algum livro e acabou gostando? Já retomou uma leitura parada? E gostou? Conta pra mim!

Por: Lethycia Dias.

12 Comentários

  1. Até mês passado eu persistia em leituras que não andavam, mas mudei de tática. Eu não leio com prazer quando a leitura não anda e hoje em dia largo sem medo de ser feliz.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio do livro Marianas | Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também é uma boa estratégia, assim você não perde tempo, e já parte logo para um livro melhor. Eu tenho essa vontade, mas como falei, ainda tento insistir.

      Excluir
  2. Eu acabo desistindo, sempre penso que tem um livro melhor na estante, aguardando por mim. Mas leio pelo menos umas 100 páginas, se não me agradar, paro.

    www.eucurtoliteratura.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, você vai até onde consegue. Pelo menos sempre encontra outro melhor! :)

      Excluir
  3. Só abandono um livro quando não dá mesmo. Não gosto dessa sensação e evito ao máximo. Tem uns que larguei que quero ler com mais maturidade. Outros que me surpreenderam na segunda tentativa. Acho que vale a pena, principalmente se for clássico. Mas eu tento ao máximo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente assim que penso. E clássicos sempre exigem um pouquinho mais da nossa atenção e paciência, ainda bem que eu gosto!

      Excluir
  4. Eu me sinto muito mal de largar livros! Mas acredito muito na questão da maturidade, as vezes não temos a vivência necessária para compreender alguns textos e por isso tento reler livros abandonado depois de um certo tempo! Li por causa da faculdade o 100 anos de solidão e foi terrível, agora estou louca para relê-lo! O mesmo aconteceu com o Crime e Castigo, comecei a ler e larguei, e hoje é um dos meus favoritos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uau! É desse jeitinho mesmo. O tempo vai passando, a gente a começa a entender as coisas de um jeito diferente, e se retomamos aquela leitura largada, fica tudo bem melhor. Espero que você tenha a oportunidade de de reler Cem Anos de Solidão, esse livro é maravilhoso. Eu li pela primeira vez em Espanhol, e até hoje sonho ler em Português.

      Excluir
  5. Acho que os únicos livros que abandonei foram os da saga Crepúsculo (que ainda pretendo ler) e Marley e Eu (que li depois de um tempo). Também não gosto de abandonar livros porque penso como você. Acho que estarei perdendo algo importante se abandonar. Espero não precisar fazer isso nunca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que não precise fazer mesmo... :)
      Obrigada ela visita!

      Excluir
  6. se a gente pensar bem uma vida só é muito pouco para ler tudo que temos vontade então pra que sofrer com aquilo que não te apetece e não te dá prazer? eu paro sem remorso e ainda passo o livro pra frente pra abrir espaço na estante...kk adorei o texto grande bj

    http://theluckstar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu não consigo fazer isso, fico me sentindo culpada, sabe? Mas que legal que dá certo pra você.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...