Confira!

Fazendo algumas pesquisas sobre escritores consagrados da literatura mundial, acabei descobrindo algumas coisas bem interessantes (ou não) sobre alguns deles. Achei legal fazer um post compartilhando com vocês. Talvez vocês já saibam de alguns dos fatos que vou contar aqui abaixo, ou talvez nunca tenham suspeitado. E aqui vamos nós:




Coisas que você não sabia sobre autores de clássicos da literatura mundial:


1- Vários nomes, uma só identidade:
William Shakespeare (1564-1616), conhecido com o poeta nacional da Inglaterra, e mundialmente famoso por seus sonetos e peças de teatro (Hamlet, Otelo, Romeu e Julieta) viveu em uma época em que a ortografia da Língua Inglesa não era ainda fixa e uniforme, isto é, as regras de como as palavras deveriam ser escritas ainda não existiam, ou ainda não eram bem definidas.
Por isso, o nome do poeta e dramaturgo que conhecemos como William Shakespeare aparece escrito em documentos de várias formas diferentes. Algumas dessas variações são: "Shakspere", "Shaksper" e "Shake-speare".





2- Homossexualidade era crime no século XIX:
Em 1895, cinco anos depois de ter publicado a primeira versão de seu famoso romance O Retrato de Dorian Gray (1890), o escritor Oscar Wilde (1854-1900) enfrentou três julgamentos e foi condenado a dois anos de prisão com trabalhos forçados por "cometer atos imorais com outros rapazes". Quem o acusava era um nobre chamado John Solto Douglas, o Marquês de Queensberry, pai do poeta Alfred Douglas, de quem Wilde seria amante. Durante seu período de prisão, Wilde escreveu uma longa carta a Alfred Douglas (também conhecido pelo apelido "Bosie"), que foi publicada no livro De Profundis.


3- Fim de semana em Genebra deu origem ao monstro de Frankenstein:

Mary Shelley em retrato de
Rothwell
Em 1816, Mary Shelley passou o verão numa casa alugada próximo ao Lago de Genebra, na Suíça, acompanhada por seu marido Percy Shelley, seu filho e sua meio-irmã Claire Clairmont. No mesmo mês, o poeta Lord Byron (famoso adepto do Romantismo) juntou-se a eles, acompanhado por seu jovem médico John Willian Polidori (autor do conto O Vampiro). Chovia muito, e o grupo estava confinado dentro da casa, fato que Mary Shelley chegou a registrar em seu diário, anos depois. Lendo e contando histórias de terror para passar o tempo, surgiu o desafio de cada um escrever sua própria história de monstros e fantasmas. Em 1818, Shelley publicava Frankenstein ou o Prometeu Moderno, que no início deveria ser apenas uma história curta, mas acabou evoluindo para um romance, graças ao incentivo de Percy.





4- Primeiro a viver só de literatura em seu país:
Edgar Allan Poe (1809-1849), consagrado até hoje por suas histórias de teor macabro e por seu famoso poema O Corvo (1845), que no Brasil foi traduzido por Machado de Assis, é considerado o inventor do gênero ficção policial, e recebeu créditos também por contribuir com o gênero ficção científica. Além disso, foi o primeiro escritor americano a ser conhecido por tentar ganhar a vida somente através da escrita, o que fez com passasse por grandes dificuldades financeiras. Sua obra é constituída por contos, poemas e ensaios, e ele jamais escreveu um romance.





5- Origem de Sherlock Holmes e fé no Espiritismo:
O personagem Sherlock Holmes apareceu pela primeira vez no romance Um Estudo Em Vermelho, publicado na revista Beeton's Christmas Annual em novembro de 1887, sendo transformado em livro no ano seguinte. O brilhante detetive fictício, famoso mundialmente, foi inspirado em uma pessoa real: Joseph Bell (1837-1911), professor de Arthur Conan Doyle (1859-1930) em sua época da universidade. Em uma carta ao antigo professor, Conan Doyle escrever: "É mais do que certo que é a você que eu devo Sherlock Holmes... Com base no centro de dedução, na interferência e na observação que você inculcar, tentei construir um homem". Em alguns momentos, o personagem de Edgar Allan Poe, C. Auguste Dupin (um detetive), também serviu de inspiração. Além disso, Sir Arthur Conan Doyle teve envolvimentos com o Espiritismo nos últimos de sua vida. O médico e escritor já conhecia a religião desde 1887, mas foi só após a morte de alguns parentes no início do século XX (sua esposa, seu filho, seu irmão e também seus dois cunhados, entre 1906 e 1918), procurou conforto no Espiritismo, tornando-se um grande defensor e divulgador. Em 1918, publicou a obra A Nova Revelação, sobre suas convicções a respeito da doutrina espírita.

6- Escritora anônima:
Devido a algumas dificuldades em ter suas obras aceitas por editores, Jane Austen (1775-1817) publicou Razão e Sensibilidade de forma anônima, utilizando-se como identificação apenas a expressão "By a Lady". A respeito disto, sua sobrinha Fanny Knigth registrou no próprio diário o recebimento de uma carta de Cassandra Austen (irmã de Jane e também sua tia) pedindo que ela não mencionasse que a tia Jane era a autora de Razão e Sensibilidade. Isto ocorreu em 1810 ou 1811. Em 1813, publicou Orgulho e Preconceito, e começou a trabalhar em Mansfield Park. No mesmo ano, a popularidade adquirida por Orgulho e Preconceito e a indiscrição da família fizeram com que sua identidade fosse revelada.



7- A Paz como solução:
Liev Tolstoi, ou Leon Tolstoi (1828-1910), famoso escritor russo, autor do romance Anna Karenina, tornou-se pacifista durante a velhice, passando a defender a busca por uma vida simples e próxima à natureza. Suas novas ideias desagradavam à igreja e ao governo. Chegou a trocar correspondências com Gandhi, que o considerava "o maior apóstolo da não-violência". Ao escrever o livro O Reino de Deus está em vós, baseou-se no Sermão da Montanha (Novo Testamento) para afirmar que não se deve revidar o mal com o mal. Ainda afirmava ser contra o serviço militar obrigatório, e contra o militarismo como um todo.

8- Antiga amizade:
John Ronald Reuel Tolkien
Clive Staples Lewis
 Criador de O Senhor dos Anéis, O Hobbit, e O Silmarillion, Tolkien (1892-1973) foi durante décadas muito amigo de outro grande escritor do gênero fantasia: C. S. Lewis (1898-1963), autor de As Crônicas de Nárnia. Ambos participavam do grupo The Inklings, associado à Universidade de Oxford, na Inglaterra, criado para discussão informal de literatura. O grupo existiu, aproximadamente, entre 1930 e 1949. Os integrantes do grupo prezavam o valor da narrativa na ficção e encorajavam a fantasia.


9- Interpretada no cinema:
A escritora Harper Lee (nascida em 1926), autora do romance O Sol é Para Todos (1960), que lhe rendeu o prêmio Pulitzer de Literatura em 1961, já foi interpretada em filmes três vezes: por Tracey Hoyt em Scandalous Me: The Jacqueline Susann Story (1998); por Catherine Keener em Capote (2005); e por Sandra Bullok em Infamous (2006). Seu romance mais recente (Vá, coloque um vigia) lançado em julho deste ano, tornou-se sucesso de vendas, atingindo rapidamente a marca de 1 milhão de exemplares vendidos nos Estados Unidos em apenas alguns dias.

Fonte: Diário de Pernambuco




10- Pensamento religioso:
Assim como Arthur Conan Doyle, citado acima, Victor Hugo (1802-1885) acreditou na existência de espíritos. Durante seu exílio na Ilha Jersey, entre 1851 e 1855 (época em que fenômenos como o das mesas girantes eram estuados), participou de inúmeras sessões espíritas, e assim obteve confirmação para antigos pensamentos filosóficos e religiosos que já cultivava. Assumiu-se espirita em 1967, e defendeu que a Ciência deixasse de ridicularizar o Espiritismo para, ao invés disso, estudá-lo. "[...] Substituir o exame pelo menosprezo é cômodo, mas pouco científico. Acreditamos que o dever elementar da Ciência é verificar todos os fenômenos, pois a Ciência, se os ignora, não tem o direito de rir deles. Um sábio que ri do possível está bem perto de ser um idiota.[...]". No poema À Villiquier, de 1854, chegou a declarar sua crença na vida após a morte:
"Eu digo que o túmulo que sobre os mortos se fecha
Abre o firmamento
E o que acreditamos aqui em baixo ser o fim
É o começo."



Esses são alguns fatos curiosos acerca de alguns escritores de clássicos da literatura, homens e mulheres que escreveram livros que se tornaram mundialmente famosos, e que até hoje são considerados grandes escritores. Os fatos aqui citados foram retirados das páginas relativas a cada um deles, na Wikipédia.

Por: Lethycia Dias

Referências Bibliográficas:
Willian Shakespeare. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/William_Shakespeare>. Acesso em: 10/08/2015.
Oscar Wilde. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Oscar_Wilde>. Acesso em: 10/08/2015.
Mary Shelley. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Mary_Shelley>. Acesso em: 10/08/2015.
Edgar Allan Poe. Wikipédia. Disponível em; <https://pt.wikipedia.org/wiki/Edgar_Allan_Poe>. Acesso em: 10/08/2015.
Arthur Conan Doyle. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Arthur_Conan_Doyle>. Acesso em: 10/08/2015.
Jane Austen. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Jane_Austen>. Acesso em: 10/08/2015.
Liev Tolstoi. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Liev_Tolst%C3%B3i>. Acesso em: 10/08/2015.
J. R. R. Tolkien. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/J._R._R._Tolkien#Rela.C3.A7.C3.A3o_com_C._S._Lewis>. Acesso em: 11/08/2015.
Clive Staples Lewis. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Clive_Staples_Lewis#Rela.C3.A7.C3.A3o_com_J._R._R._Tolkien>. Acesso em: 11/08/2015.
The Inklings. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/The_Inklings>. Acesso em: 11/08/2015.
Harper Lee. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Harper_Lee>. Acesso em: 11/08/2015.
MACIEL, Nahima. Novo livro de Harper Lee ultrapassa um milhão de cópias vendidas. Diário de Pernambuco. 22/07/2015. Disponível em: <http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/viver/2015/07/22/internas_viver,588092/novo-livro-de-harper-lee-ultrapassa-um-milhao-de-copias-vendidas.shtml>. Acesso em: 11/08/2015.
Victor Hugo. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Victor_Hugo#Pensamento_religioso>. Acesso em: 11/08/2015.
Mesas girantes. Wikipédia. Disponível em: <https://pt.wikipedia.org/wiki/Mesas_girantes>. Acesso em: 11/08/2015.

Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...