Confira!


Quem é que não gosta de dar boas garaglhadas? De vez em quando, depois de uma leitura bastante densa ou cansativa, depois de livros que exigem um pouco mais de atenção e cuidado para serem bem compreendidos, é sempre bom darmos um tempo recorrendo a uma leitura mais leve e divertida. E nada melhor do que unir isso a muito senso de humor!
Estou de volta com a Sessão 10, na qual preparo listas temáticas, sempre relacionadas àquilo que todos nós amamos, isto é, a leitura!

Muito senso de humor


Para a lista de hoje, selecionei alguns dos livros mais divertidos que já li. Não foi proposital, mas acabei percebendo algo muito interessante: quase todos eles foram escritos por brasileiros. Esse é um aspecto muito interessante para observarmos na nossa literatura. Muita gente não sabe, mas a literatura brasileira está repleta de obras divertidas e com muito senso de humor. E é isso que veremos daqui pra frente.

1- O grande mentecapto - Fernando Sabino


Este livro talvez seja o mais conhecido do escritor brasileiro Fernando Sabino, e tem o curioso subtítulo de Relato das aventuras e desventuras de Viramundo e de suas inenarráveis peregrinações. Ele relata a vida de Geraldo Viramundo, um personagem extremamente divertido, e de certa forma, maluco, que costuma ser comparado ao Dom Quixote. Viramundo percorre diversas cidades do Estado de Minas Gerais, vivendo as aventuras mais inusitadas que se pode imaginar, e conhecendo todos os tipos de pessoas. Ele tem o grande sonho de mudar o mundo, e suas aventuras durante essa viagem interminável são muito divertidas.

2- O pagador de promessas - Dias Gomes


O pagador de promessas foi a primeira peça teatral publicada em forma de livro que eu li, e é sensacional. Um homem muito simples faz uma promessa, e ao ter seu pedido atendido, precisa pagá-la. Ele então sai de sua propriedade rural acompanhado pela esposa, carregando uma cruz, que deve ser levada até uma igreja de Santa Bárbara, em Salvador. Devido ao forte sincretismo religioso presente no Brasil, a promessa foi feita a Iansã, uma orixá da mitologia africana, que é associada a Santa Bárbara. E por causa disso, o pobre homem que carregou uma cruz do interior até a capital da Bahia encontra todos os empecilhos do mundo para cumprir sua promessa. Além disso, todos na cidade tentam de alguma forma tirar proveito dele e da esposa, que são pessoas muito ingênuas. Apesar de tratar de questões sérias, como o preconceito de religião, toda a história é hilária.


3- Hilda Furacão - Roberto Drummond


Hilda Furacão já fez parte de um post antigo na Sessão 10, há muito tempo. A premissa deste livro é bem simples: no ano de 1964, acompaha a vida de três amigos com personalidades diferentes, que conheceram a famosa Hilda Furacão. Ela, uma garota de classe média, que frequentava lugares elegantes na cidade de Belo Horizonte, abandonou uma vida muito confortável para se tornar prostituta, e acaba ficando muito famosa. Grande parte da narrativa gira em torno da curiosidade das pessoas sobre os motivos que levaram Hilda a tal decisão. Mas além de tudo isso, os três amigos diferentes possuem muita história para contar, e Roberto Drummond faz isso de forma genial, prendendo o leitor do início ao fim.

4- Quase memória - Carlos Heitonr Cony



Em Quase memória, o escritor Carlos Heitor Cony nos conta diversas histórias da vida de seu pai, o jornalista Ernesto Cony Filho. Tudo começa quando, misteriosamente, ele recebe um pacote que o fazia se lembrar de tudo sobre seu pai. É a partir daí que as lembranças são despertas, e então nasce um livro que é ao mesmo tempo romance e livro de memórias. Ernesto Cony é um homem excêntrico, sistemático e cheio de esquisitices, e tinha sua forma própria de demonstrar amor e dedicação à família. Recomendo muito essa leitura!

5- Contos e crônicas para ler na escola - João Ubaldo Ribeiro



Esse livro foi a primeira resenha do ano de 2016 aqui no blog. Como o próprio nome já diz, é uma antologia de contos e crônicas escritos por João Ubaldo Ribeiro. São textos escritos em épocas diferentes e publicados de maneira separada, e só depois reunidos para a publicação deste livro. Nas crônicas, Ubaldo Ribeiro nos apresenta algumas lembranças de sua infância e juventude, como por exemplo as superstições de seu pai para garantir que a Seleção Brasileira ganhasse jogos na Copa do Mundo. Ou então, o fato de que seu avô, um homem "das antigas" não aceitava de forma alguma a existência da televisão. Os contos também são muito engraçados: Em Abusado Santos Bezerra, o maior destaque do livro, o protagonista é um policial brasileiro muito esperto e folgado, chamado para colaborar com uma investigação de alta importância nos Estados Unidos. A história toda é repleta de cinismo e ironia.

6- A morte e a morte de Quincas Berro D'água - Jorge Amado

Não estranhe o título. A morte e a morte de Quincas Berro D'água relata as "duas mortes" de um homem. Ele abandonda o emprego e a vida tradicional em família para então viver da forma que realmente gostava: na boemia da cidade de Salvador, ao lado dos bêbados, mendigos e prostitutas. Em determinado momento, em circusntâncias que não posso explicar, as pessoas que conheceram acreditam que ele tenha morrido, e quando ele está sendo velado, seus amigos de farra acreditam que ele esteja ainda vivo. E enquanto festejam, na beira da praia, é quando acontece a sua segunda morte. Como todo livro de Jorge Amado, os personagens tipicamente brasileiros são a garantia de muitas risadas.

7- O guia do mochileiro das galáxias - Douglas Adams


Se você pensou que esse livro não entraria na lista, não entre em pânico! Ele está aqui, e foi uma das primeiras resenhas que fiz no blog.
O Guia do Mochileiro das Galáxias é uma história de ficção científica, em que o alienígena Ford Prefect é enviado à Terra para fazer pesquisas de campo para a próxima edição de uma guia de viagens pelo universo. Ele e seu melhor amigo humano, Arthur Dent, acabam escapando da destruição da Terra, e no espaço, vão viver as situações mais malucas que é possível imaginar. O Guia do Mochileiro das Galáxias é o primeiro volume de uma série, e toda a história é divertida e cheia de curiosidades e momentos hilários. Estou recomendando apenas o primeiro volume, mas você pode confiar que toda a série é incrível.


8- Os 100 melhores contos de humor da literatura universal - autores diverdos


Mais um daqueles livros cujo título nos apresenta as informações essenciais. Esse livro, organizado por Flávio Moreira de Lima, resgata e apresenta 100 contos escritos em diferentes épocas da humanidade, por escritores de diferentes nacionalidades. Desde antes de Cristo, até o século XX, as histórias selecionadas por Flávio Moreira são engraçadas de maneiras diferentes. Mas caso você queira conhecê-las e entender por que estou dizendo isso, pode conferir a minha resenha deste livro.


9- O homem que matou Getúlio Vargas - Jô Soares


Escrito pelo apresentador de TV brasileiro Jô Soares, O homem que matou Getúlio Vargas é a história de um terrorista muito bem treinado e extremamente inteligente, que tinha apenas um defeito: era muito desastrado. Antes de vir ao Brasil, ele teve um histórico interessante em atentados na Europa, tendo sido quase responsável pelo assassinato do Arquiduque Francisco Fernando da Áustria (fato que foi o estopim para o início da Primeira Guerra Mundial). Mas um incidente o atrapalhou, e quem cometeu o crime foi outra pessoa.
Em sua trajetória, o persnagem deste livro passa por muitas aventuras hilárias, próprias de uma leitura daquelas que a gente não consegue largar.


10- Meu pai fala cada m*rda - Justin Halpern


E para quem procura por uma leitura leve, rápida e cheia de momentos de riso, o último item dessa lista é a escolha certa. Meu pai fala cada m*rda é um livro escrito pelo americano Justin Halpern. Quando Justin voltou a morar com seu pai, ele criou um perfil no Twitter, onde postava as frases divertidas de seu pai. Sam Halpern é um homem completamente desbocado, que fala tudo o que pensa, sem a menor preocupação com o que os outros vão pensar. No livro Justin resgata a relação entre pai e filho de forma muito divertida, contando histórias de sua infância, adolescência e vida adulta, em que seu pai transmitiu sua "sabedoria humorística" de forma sempre inusitada e constrangedora. É literalmente um livro para chorar de rir. Você pode conferir algumas frases hilárias de Sam Halpern na resenha do livro.


Esse post tinha a intenção de recomendar bons livros divertidos e engraçados, em gêneros diferentes. Espero que você tenha gostado das indicações. Conhecia algum deles? Ficou curioso? Conta pra mim!

Por: Lethycia Dias

2 Comentários

  1. Amei as dicas. Da sua lista só li O pagador de promessas mas, ele é realmente fantástico. Vou anotar as outras dicas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Pagador de Promessas foi uma grande descoberta pra mim! Ainda quero ler Saramandaia, pois assisti a novela e gostei muito (mas sei que a novela deve ter modificado várias coisas, estou sempre ciente disso).
      Espero que você conheça os outros livros, e que se divirta muito com cada um deles! <3

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...