Confira!

Esse post veio para inaugurar a sessão Dicas de Português e Escrita, e para começar, decidi esclarecer uma confusão muito comum entre os pronomes pessoais "mim" e "eu". Antes disso, porém, que tal relembrarmos o que exatamente são os pronomes?

O pronome é uma das classes gramaticais da Língua Portuguesa. Sua função é, dependendo do caso, acompanhar ou substituir o substantivo (evitando, assim, a sua repetição). Eles representam as as pessoas do discurso, que são estas:

1ª pessoa: quem fala;
2ª pessoa: com quem se fala;
3ª pessoa: de quem se fala.

Uma das classes de pronomes é a dos pronomes pessoais, que dividem-se em retos ou oblíquos, com a diferença de que os retos são usados como sujeito da oração, e os oblíquos, não.
Aqui estão eles:






Uma dúvida frequente que algumas pessoas têm é a do uso do pronome reto "eu" ou do oblíquo "mim", em determinadas frases. Por exemplo:


  • Minha mãe pediu para "mim" ajudá-la no almoço.
  • Ela deixou uma lista com tarefas para "mim" fazer.

Nesses dois casos, fica aquela dúvida. Qual seria o mais certo? Mim, ou eu? 

O certo é utilizar o pronome pessoal reto "eu", pois é destinado à realização de ações, enquanto o pronome oblíquo "mim" tem a função contrária, sofrendo ações. Dessa forma, o certo seria dizer:

  • Minha mãe pediu para eu ajudá-la no almoço.
  • Ela deixou uma lista com tarefas para eu fazer.

Dúvida esclarecida? Não perca o próximo post!

Por: Lethycia Dias

Deixe um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Entre em contato conosco!

Nome

E-mail *

Mensagem *

Veja quem me segue:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...